Tecnologia

TIM pode se fundir com Oi ou ser comprada pela VIVO, Claro e Oi

Segundo uma matéria publicada pela Folha de SP, as operadoras Claro e Vivo teriam fechado acordo com o banco BTG Pactual para, junto com a Oi, comprar a TIM Brasil, a segunda maior empresa do mercado brasileira, e reparti-la em três. Para que isso aconteça duas coisas tem que acontecer: Primeiro a Oi tem que ter parte dela, ou toda para uma empresa de Portugal, para que ela possa conseguir a parte dela na compra. Caso você não saiba, a Oi tem uma dívida do que seu próprio valor de mercado.O valor dessa transação será de cerca de € 7 bilhões (R$ 22 bilhões), já descontando a dívida e incluindo um prêmio pelo controle. Com o dinheiro, a Oi reduzirá seu endividamento para bancar sua parte na oferta pela TIM. E a segunda coisa que precisa acontecer é os grandes figurões da Telecom Itália (dona da TIM Brasil) aceitar a oferta.   FUSÃO Telecom Italia disse que a TIM Brasil não está à venda e e revidou fazendo uma proposta de fusão com a Oi. E aceitou pagar quase o dobro do valor das ações para isso, desde que ela ficasse no comando da nova empresa. Embora negue a venda da TIM, o presidente da Telecom Italia, Marco Patuano, já afirmou que tudo depende do “valor do cheque”. Então as duas situações podem acontecer. E A GENTE COM ISSO? Caso a TIM seja mesmo fatiada, caberá à Anatel definir de que forma ocorrerá a divisão de clientes. A agência terá de decidir, entre outras questões, se Claro, Vivo e Oi terão de manter as mesmas condições de planos do cliente TIM. Isso para evitar, por exemplo, uma migração em massa, em razão da portabilidade numérica, o que traria problemas para as redes. A única coisa que é quase certeza que iremos perder um das grandes marcas de telefonia, a TIM ou a Oi e isso significará ainda mais controle das empresas restante o que pode dar à elas uma sensação aina maior de poder colocar o preço que quiser sem tanta concorrência.   14303666 Lembrando que a VIVO comprou a GVT e que a Claro, Net e Embratel fazem parte do mesmo grupo empresarial e que estão se fundindo já faz algum tempo, e a tendência é de se tornarem uma só.

TIM desmente negócio

Em nota publicada há poucos instantes, a TIM afirmou que sua diretoria não está discutindo a venda da operadora e classificou como rumor a proposta das rivais. “A companhia informa que ambos os diretores e a Telecom Itália não têm qualquer conhecimento e não estão tomando parte em qualquer discussão que visa uma possível venda da companhia”, destacou. Após a veiculação da notícia na imprensa nacional as ações da TIM e da Oi subiram de 12% a 20%.