Pesquisa revela que 90% do dinheiro em circulação no Rio de Janeiro têm traços de cocaína

0
315

Pra começar já vou avisando que não adianta tentar cheirar seu dinheiro

Cerca de 90% das notas de real em circulação no estado do Rio de Janeiro apresentam traços de cocaína, revelou uma pesquisa realizada pela Universidade Federal Fluminense (UFF). De acordo com o estudo, a quantidade é pequena, mas a frequência em que aparece é tão ampla que evidencia a disseminação da droga na Cidade Maravilhosa e em outros dez municípios.

“É virtualmente impossível não pegar notas com a droga. Elas estão distribuídas por toda parte”, explicou Wagner Pacheco, pesquisador do Departamento de Química Analítica da UFF, que orientou o levantamento financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).

Os pesquisadores apontaram três motivos como sendo os indicadores principais para este número considerável, que segue a mesma tendência de pesquisas semelhantes realizadas na Europa e nos Estados Unidos.

  1. O número considerável de usuários e traficantes que enrolam as notas para usá-las como canudos na hora de aspirar a droga.
  2. O papel-moeda ser poroso e se manter úmido, o que facilita a impregnação do pó finíssimo.
  3. A intensa circulação do dinheiro e a mistura de notas nas máquinas de saque, com uma cédula contaminando muitas outras.

Ricardo Cassella, que junto a Pacheco orientou a tese de doutorado, elaborada pela pesquisadora Vanessa Gomes Kelly Almeida, revelou que não há variação geográfica relacionada às áreas em que a incidência do tráfico e consumo é maior. “As notas são tão misturadas que essa variação não existe. É a mesma coisa em toda parte”, observou.

Vanessa acrescentou que a cocaína aparece em quantidade ínfima, só detectável em análises muito específicas, revelando ainda que as notas com menores valores indicam uma maior concentração. “Analisamos 138 notas de lugares aleatórios, o que torna a amostragem bem representativa do estado. Trabalhamos com lugares como Aeroporto Internacional Galeão-Tom Jobim, o Morro da Mangueira, Petrópolis e Maricá”, revelou.

 

fonte: Pop Trash