Uma mulher acordou no momento em que estava sendo estuprada depois de beber durante uma festa. Ela se lembra de acordar sem roupas no chão do bar Somerset House em uma região de
luxo de Clifton, Bristol, bem na hora em que estava sendo atacada por Charles Franklin.
A mulher alega que ele ameaçou quebrar seu pescoço, e que só conseguiu escapar depois que ele adormeceu. Franklin, de 30 anos, nega o estupro e afirma que “uma coisa levou à outra” depois que ele se ofereceu para carregar o celular da mulher no bar.
Segundo a mulher, o homem a ameaçou de quebrar seu pescoço caso ela não permitisse o ato íntimo. Ela disse que se lembra de ter lutado contra ele. Depois do ataque, ele se sentou no bar assistindo TV, enquanto ela estava deitada sem roupas no chão.
“Eu consegui encontrar meu casaco e fingi estar dormindo para que ele não voltasse”, disse ela. “Eu olhei em volta para ver onde estavam as portas. Eu decidi ir para cima para ver se havia um banheiro ou uma janela.”
A vítima disse que não poderia encontrar uma maneira de sair e os dois subiram para um quarto onde o homem tentou, mas não conseguiu, ter relações novamente com ela antes de adormecer. A mulher saiu pela janela aproveitando que o suposto agressor estava dormindo.

Ela saiu e ligou para a mãe buscá-la, contando o que tinha acontecido. Um exame mostrou que a mulher tinha marcas e arranhões em sua região íntima. Franklin, de Withywood, Bristol, nega o estupro. As investigações continuam.