Governo norte-americano confirma a existência da Área 51

0
285

Acredita-se que a região guarda informações secretas sobre a presença de alienígenas em nosso planeta. Será?

Se você tem acompanhado as notícias a respeito do governo dos EUA talvez também tenha a sensação de estar vivendo aquilo que você costumava assistir em filmes de ficção, como “Independence Day”, exceto pela participação alienígena, espera-se. Esse filme, para quem não viu, explorava algumas questões a respeito das ações secretas do governo norte-americano e, o que parecia ficção científica demais para a nossa cabeça, vem ganhando toques assustadores de realidade.

Depois que algumas denúncias confirmaram o que muita gente já suspeitava, a espionagem promovida pelos EUA é um assunto cada vez mais debatido, sendo que chegamos ao ponto de saber que as práticas de monitoramento desenvolvidas pela CIA são regulamentadas pelo próprio governo norte-americano. Isso sem falar nasdeclarações da Google, que afirmou que “uma pessoa não pode ter expectativas legítimas de privacidade na informação que envia voluntariamente a terceiros”.

Área 51

Aeronave U-2 Fonte da imagem: Reprodução/Gwu
Aeronave U-2
Fonte da imagem: Reprodução/Gwu

 

A última agora é a declaração de que a Área 51 realmente existe. É a primeira vez que o governo norte-americano admite isso oficialmente. Essa região foi – e ainda é – alvo de inúmeras especulações a respeito de informações secretas arquivadas pelos EUA, sendo que entre elas estariam documentos que comprovariam a passagem de alienígenas pela Terra.

Tudo começou quando uma lista de arquivos usados pelos EUA durante a Guerra Fria foi divulgada pela Universidade George Washington. Nessa lista há o mapa da localização da tal região ultrassecreta e agora já sabemos que a Área 51 fica a 200 km de Las Vegas, no estado de Nevada. Segundo o governo norte-americano, ela não tem relação alguma com extraterrestres e serviu apenas para a realização de testes aéreos.

Os documentos relatam que a área foi criada nos anos de 1950 e tinha o objetivo de apenas realizar testes com o avião U-2, que deveria ser a aeronave capaz de realizar os voos mais altos à época. O que você acha?

fonte: Mega Curioso, The Verge, The National Security Archive

COMPARTILHAR