Amor e Sexo LifeStyle

Falando de Sexo #2 – Mitos e verdades sobre a primeira vez

falando_de_sexo

Depois de muito tempo desde o primeiro “Falando de Sexo” estamos de volta. Hoje no Dia Internacional do Sexo.

Pois vamos lá falar algumas coisas sobre esse assunto tão delicado. Lembrando que se você tem alguma pergunta ou ideia que quer mandar sem se identificar, basta clicar aqui e mandar suas perguntas.

Pensei em fazer uma coisa diferente, de hoje até o fim do mês os artigos serão mais voltados para a primeira vez das mulheres, falarei de outros temas e responderei perguntas, mas esse será o assunto principal.

 

Pois então vamos falar sobre a os mitos e verdades sobre a primeira vez:

Há verdades e inverdades que rodeiam o assunto! Por isso, veja a seguir o que é mito ou verdade desvendado pela sexóloga Regina Racco para o site Tempo de Mulher

 

Existe idade certa pra transar?

MITO – Não existe uma idade certa. A história nos mostra que esta “idade certa” muda em decorrência de cultura, hábitos etc. Espere o momento e a pessoa certa. Não transe porque em seu colégio ou grupo você é a única virgem. Não se apresse. O momento certo chegará e você saberá exatamente que chegou. É um momento mágico onde tudo se acerta como um quebra cabeças que é completado: as peças se encaixam perfeitamente e, assim, você levará deste momento uma ótima lembrança para toda a vida.

 

Preciso ir ao médico antes da minha primeira relação?

VERDADE – É difícil (salvo se você planejar) saber quando acontecerá, saiba que as idas ao médico periodicamente são mais que desejáveis, são obrigatórias! Esse cuidado nos protege pela vida afora. O médico é nosso melhor amigo. E falo para mulheres e também os homens, medicina preventiva, isso sim é se cuidar!

 

Toda mulher sangra na primeira vez?

MITO – Nem sempre. Existem mulheres que não sangram em sua primeira vez e isso já causou muito sofrimento em grupos e culturas que esperam que toda primeira relação inunde o lençol de sangue. Muitas vezes o hímen simplesmente se alarga e deixa passar o pênis sem se romper. É o chamado hímen complacente: posteriormente ele se rompe e pode acontecer de mesmo assim, não sangrar ou sangrar tão pouco que nem se percebe junto às secreções íntimas.

 

Elas só perdem a virgindade com a penetração?

VERDADE – Perde-se com a penetração, do pênis ou qualquer objeto pontudo. Lembre-se que o hímen não é totalmente fechado tanto que muitas meninas podem usar absorvente desde que mini (para a menina usar estes absorventes, sempre é bom consultar o médico ginecologista antes).

 

Sempre dói para elas na primeira vez?

MITO – Nem sempre, um leve incômodo, uma leve dor, nada que assuste a quem sofre com cólicas, por exemplo, a dorzinha é infinitamente menor que a fisgada de uma cólica. O segredo é a excitação. Quanto mais excitada estiver, menos sentirá o incômodo da primeira penetração. O que causa a dor é o medo que faz com que ela não relaxe, nervosa, sentirá a penetração como algo ruim. Portanto, se estiver tensa, peça um tempo a ele, tentem brincar mais, demorar mais nas preliminares e somente penetrar quando a excitação estiver no auge.

 

É normal ter ejaculação precoce na primeira relação?

MITO – Vamos esclarecer algo: ejaculação precoce é uma condição anormal que alguns homens sofrem e tem cura, tratamentos, treinamentos de controle etc. Não podemos comparar com a ejaculação rápida de um rapaz em sua primeira relação sexual. Isso é normal. Rapazes tendem a se excitar muito e, sem o devido controle, ejaculam rapidamente. Com o tempo, esse controle é exercido naturalmente.

‘Meu conselho a todos é que busquem esse controle o mais cedo possível, afinal, treinamento pode fazer a grande diferença entre prazer e prazer intenso’, explica a sexóloga. Assim, o homem que treina pode chegar, por exemplo, a ter o domínio da ejaculação e obter orgasmos (chamados orgasmos secos) para ejacular na hora que desejar.

 

Pílula do dia seguinte realmente evita uma gravidez indesejada?

VERDADE – A pílula do dia seguinte não é um método contraceptivo como o anticoncepcional. Ela funcionará impedindo que haja o encontro dos espermatozóides e o óvulo, ou impossibilitando um óvulo fecundado de se fixar na parede do útero, causando para isso uma descamação. Mas se já houver acontecido a fecundação e o óvulo já estiver fixado no útero, ela não terá efeito algum.

 

Ejacular próximo da vagina corre o risco de engravidá-la?

VERDADE – Sim, ela pode engravidar e ainda há o risco de doenças. Portanto, camisinha sempre! Muitos bebês vieram ao mundo no famoso e desaconselhado Coitus interruptus, ou coito interrompido, onde o homem retira o pênis e direciona para longe da vagina ao sentir que vai ejacular. Devemos obviamente reconhecer que este foi o primeiro contraceptivo que se tem notícia, mas, diante dos métodos modernos, deixou de ser uma opção. O coito interrompido também não protege contra doenças.

 

O CARA QUER SABER….

Com que idade e como foi a sua primeira vez? Pode responder abaixo e ninguém saberá seu nome nem nada do tipo.