10 dúvidas sobre como tratar acne adulta

0
309

Você achou que sua pele melhoraria com o passar do tempo, mas ela só foi piorando? Reunimos as principais dúvidas sobre acne adulta para você finalmente saber o que fazer e voltar a ter uma pele normal. Confira:

1. Por que ainda tenho acne?

A genética pode ser a raiz do problema – seu DNA determina que algumas glândulas sebáceas tenham mais sensibilidade a hormônios masculinos (em níveis normais) e trabalhem em dobro. Os poros entopem com o sebo, os cravos se formam e inflamam. Essa engrenagem pode ser ativada também por problemas hormonais, como ovários policísticos. “A acne adulta tem como característica aparecer mais no queixo e no contorno da mandíbula”, diz a dermatologista Letícia Almeida, do Rio de Janeiro.

2. Qual a diferença entre acne e espinha?

Acne é o conjunto da obra, o nome que os médicos usam para definir o quadro de várias lesões – cravos, espinhas e nódulos. O cravo é o sinal de que o poro entupiu, e, quando aparece a espinha, é porque ele inflamou. E os nódulos resultam do agravamento dessa inflamação.

Tratamentos para a pele Tratamentos para a pele / Reprodução

3. O que posso fazer para prevenir a acne?

O principal cuidado é lavar o rosto duas vezes ao dia. E só! Quem tem pele oleosa pode ficar com vontade de lavar o rosto várias vezes, mas aí vem o efeito rebote – ao remover a oleosidade, as glândulas sebáceas passam a produzir ainda mais óleo. “Sem falar que a oleosidade também tem funções importantes como proteger a pele da ação das bactérias”, alerta o dermatologista Adilson Costa, de São Paulo. Depois da limpeza, hidrate com produtos em gel ou sérum.

4. Como saber se a acne é grave?

A acne adulta também é classificada por graus. Vá para a frente do espelho e avalie você mesma:

Grau 1: Você só tem cravinhos

Grau 2: Você tem cravos e espinhas

Grau 3: Você tem cravos e muitas espinhas, alguma delas com pus.

Grau 4: Você tem cravos, espinhas, pus e ainda nódulos que se formam pela junção de várias espinhas inflamadas.

5. Limpeza de pele tira as espinhas?

Ela serve para preveni-las. Como retira os cravos da pele, os poros ficam livres para drenar a gordura produzida. Se você tiver uma pele cheia de cravinhos e fizer a limpeza uma ou duas vezes por mês, terá menos chances de ter espinhas.

Prefira makes minerais e oil free Prefira makes minerais e oil free / Reprodução

6. Maquiagem causa acne?

Não, mas se sua pele tiver espinhas ou for oleosa, prefira makes minerais ou oil free, que não entopem os poros. No fim do dia, você deve lavar o rosto mesmo se usar um demaquilante.

7. Quais tratamentos posso fazerem casa?

A partir do grau 2, é bom ir a um dermatologista porque os produtos de venda livre não farão tanto efeito. No consultório, são indicadas loções com ácidos como o retinóico e o tazaroteno, que renovam a pele, além de adapaleno, que é um anti-inflamatório. Nos casos 3 e 4, antibióticos e isotretinoína (o famoso Roacutan) podem ser indicados.

8. Em que caso o Roacutan é indicado?

Quando os antibióticos não surtiram efeito. “Esse medicamento diminui o tamanho da glândula sebácea, evita o entupimento dos poros e combate a inflamação”, diz o dermatologista Otávio Macedo, de São Paulo, autor de Acne Tem Cura (Ed. Globo). O tratamento leva ao menos 6 meses. O drama são os efeitos colaterais. Ressecamento das mucosas, sobrecarga do fígado e, se houver gravidez, má-formação fetal. Por isso, só se deve fazê-lo com orientação médica.

9. Secativos funcionam, doutor?

Só em casos de emergência. “Eles ressecam a pele que está por cima e formam um casquinha, mas não são capazes de curar a inflamação da espinha”, explica o dermatologista Adilson Costa.

10. Como cuidar de espinhas nas costas?

“É um lugar difícil para cuidar só com cremes”, explica o dermato Otávio Macedo. Peelings químicos ou exposição à luz azul são indicados. Se houver nódulos, entra o Roacutan.

 

fonte: Gloss

COMPARTILHAR